Investir em energia solar é uma ótima opção para quem quer reduzir custos na conta de luz. Para isso, é preciso contar com um sistema que faz a transformação da energia gerada pelo sol para a compatível com a rede elétrica. Além da redução de custos, outra vantagem é que ele está disponível em duas versões e atende perfeitamente às necessidades residenciais e de empresas.

Com um sistema de energia solar, a sua empresa responde às necessidades do desenvolvimento sustentável ao contribuir com o uso de uma fonte energética renovável. A durabilidade do equipamento e os benefícios gerados reforçam a sua aquisição.

Se você quer instalar um sistema de energia solar no seu negócio, continue a leitura deste post e saiba como fazer isso corretamente!

Os modelos de sistemas solares

Para dar início ao seu processo de instalação, é preciso, antes de tudo, definir qual tipo de sistema de energia solar você vai adotar no seu negócio. Existem três modelos disponíveis no mercado: On Grid, Off Grid e híbrido. Além disso, há duas formas de instalação desses equipamentos que variam conforme o tamanho do seu negócio.

Geralmente, para grandes organizações com uma distribuição geográfica extensa, o ideal é optar por fazendas solares: grandes espaços de terra com alta irradiação solar, onde são dispostas as placas e todo o equipamento para a conversão da energia. Agora, para empresas pequenas e residências, o mais indicado é a instalação da placa no telhado do imóvel.

On Grid

Esse sistema é aquele em que a energia captada pelas placas é transmitida para a rede elétrica, por meio de um conversor. É um modelo mais usado nas fazendas solares.

Nesse tipo, a energia gerada é compensada na sua conta de luz. Além disso, ela é totalmente integrada com a rede: caso seja necessário seu desligamento para uma manutenção, por exemplo, o sistema lê o ocorrido na rede e se desliga automaticamente.

Off Grid

Nesse modelo, o sistema é composto por baterias, onde é armazenada toda a energia solar captada pelas placas. É um tipo mais usado em locais distantes, com difícil acesso à rede elétrica. Um exemplo da sua aplicação é em fazendas com grandes extensões e isoladas dos centros urbanos.

Híbrido

O sistema híbrido transita entre o Off Grid e o On Grid. Nele, o modelo Off acaba funcionando como um backup energético: caso a rede elétrica venha a cair, ele é ativado, garantindo que o imóvel não fique sem energia.

Esse é o melhor modelo para empresas, porque atua diretamente no desempenho do negócio, ao impedir que o trabalho fique prejudicado devido a uma queda de luz.

A distribuição e o consumo da energia

A distribuição da energia solar depende exclusivamente do tipo de sistema solar que você optou adotar. No caso do On Grid, toda a energia gerada pelas placas fotovoltaicas é transformada de corrente contínua (CC) para corrente alternada (CA) e transmitida para a rede elétrica.

Aqui, tudo o que foi produzido é compensando na sua conta de luz. Basicamente, o imóvel é alimentado pela energia da rede, mas o custo é compensado pela energia renovável produzida pelo seu sistema e compartilhada.

No caso do Off Grid, as baterias armazenam a energia e o que é gerado pelas placas é usado para recarregá-las. A energia é armazenada em corrente contínua e assim que o sistema é acionado, ela passa por um inversor. Esse item é o responsável por transformar a CC em CA e possibilitar o uso da energia.

Quanto maior for a sua demanda energética, a tendência é que maior seja o seu custo de investimento no equipamento. É preciso fazer um estudo de viabilidade para que o seu negócio adquira a melhor solução conforme a sua demanda e seu perfil. Para isso, conte com um fornecedor especializado em sistema de energia solar: o Grupo CS é referência no segmento e conta com as melhores condições para atender a sua empresa.

Não perca tempo e invista em soluções sustentáveis para o seu negócio. Reduza custos e fortaleça a reputação da nossa marca. Os nossos consultores estão disponíveis para atender às necessidades da sua empresa. Entre em contato conosco!